14/11/2012

Argo


Confesso, que o jovem Ben Affleck teve sempre em mim um efeito repelente, mas desta vez a história parecia boa demais para deixar escapar. Engoli o orgulho e lá fui eu. Conclusão: finalmente gostei dum filme de Ben Affleck. Palminhas, palminhas!

Ainda assim, o fofinho do Ben continua a não passar-me no goto. Eu acho que embirro com a criatura...

Sem comentários:

Publicar um comentário